Prevalência de Aditivos em Alimentos Industrializados Comercializados em uma Cidade do Sul de Minas Gerais/Prevalence of Additives in Processed Food Marketed in a South City of Minas Gerais

Luiz Fernando S. Pereira, Monique Louise Cassimiro Inácio, Rafaela Côrrea Pereira, Michel Cardoso De Angelis-Pereira

Resumo


RESUMO

Objetivo: avaliar a prevalência de aditivos em quatro categorias de alimentos comercializados em Lavras, MG. Materiais e Métodos: Os dados da presença de aditivos em biscoitos salgados e doces, sopas instantâneas e salgadinhos foram obtidos por meio de visitas nos principais supermercados da cidade, e foram submetidos a uma análise de frequência em cada uma das classes de alimentos. Resultados: Dentre os 217 alimentos pesquisados, os aditivos encontrados com maior risco de toxicidade foram respectivamente: corante caramelo e amarelo crepúsculo, glutamato monossódico e o antioxidante TBHQ. Discussão: Não foram encontrados na literatura problemas de toxicologia com o restante de aditivos estudados, sobretudo em relação aos estabilizantes e fermentos químicos. Conclusão: Conclui-se que a prevalência de aditivos comprovadamente nocivos à saúde humana foi baixa nos alimentos industrializados estudados. Estudos para determinar efetivamente a nocividade dos demais aditivos encontrados são necessários.

Palavras-chave: Aditivos químicos, Alimentos processados, Toxicidade.

 

ABSTRACT

Introduction: Intake of processed food for easy consumption by the population is increasing due to the convenience and pleasant taste offered, but the use of these products can cause health problems due to numerous chemical additives. Objectives: The aim of this study was to evaluate the prevalence of additives in four categories of foods marketed in Lavras, MG. Materials and Methods: Data from the presence of additives in crackers and cookies, instant soups and snacks were obtained through visits in  the major grocery stores in the city, and were subjected to a frequency analysis on each of the food classes. Results: Among the 217 surveyed food additives, those with increased risk of toxicity were respectively: caramel coloring and sunset yellow, monosodium glutamate and antioxidant TBHQ. Discussion: It was not found in the toxicology literature problems with the rest of the additives studied, especially with regard to stabilizing and chemical leavening agents. Conclusion: We concluded that the prevalence of proven harmful additives to human health was low in processed foods studied. Despite this, additional research to effectively determine the harmfulness of other additives are found necessary.

Keywords: Chemical additives, Processed food, Toxicity.

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21876/rcsfmit.v5i3.381

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Ciências em Saúde